ptzh-CNen

EUA, Japão, Austrália e Índia em exercícios no Mar do Sul da China.

A Austrália vai participar, uma década depois, em exercícios militares no Mar do Sul da China, em novembro, com os Estados Unidos, Índia e Japão, quando se intensificam as tensões diplomáticas e comerciais entre Camberra e Pequim.

As manobras são "críticas para melhorar as capacidades marítimas da Austrália, criar interoperabilidade com os parceiros próximos e demonstrar (...) determinação coletiva em apoiar um Indo-Pacífico aberto e próspero", disse a ministra da Defesa australiana, Linda Reynolds, em comunicado.

Os exercícios militares, iniciados em 1992 por Washington e Nova Deli, juntam este ano quatro potências indo-pacíficas, onde persistem as preocupações com a militarização da China e as disputas territoriais entre os países da região.

Reynolds, que se encontrou com o homólogo japonês, Nobuo Kishi, em Tóquio, na segunda-feira, expressou "forte oposição a qualquer ação unilateral coerciva ou desestabilizadora que possa alterar o `status quo` ou aumentar as tensões no Mar do Sul da China".

Da mesma forma, a ministra australiana indicou que se opõe a qualquer tentativa de modificar o "status quo" do Mar do Sul da China e reafirmou a importância da livre navegação na região estratégica em termos militares e comerciais, sem mencionar abertamente Pequim.

 

Ler artig completo em: RTP