ptzh-CNen
  • Home
  • Notícias
  • China - EUA
  • Chancelaria chinesa diz que EUA e Japão não são qualificados para definir ordem internacional

Chancelaria chinesa diz que EUA e Japão não são qualificados para definir ordem internacional

Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, disse nesta segunda feira que os Estados Unidos e o Japão não têm direito nem estão qualificados para representar a comunidade internacional, definir a ordem internacional ou impor seus padrões a outros.

Wang fez as declarações numa entrevista coletiva ao comentar os assuntos relacionados à China incluídos numa declaração conjunta emitida recentemente pelos líderes dos EUA e do Japão.

O único sistema no mundo é o sistema internacional com a ONU como núcleo, e o único conjunto de regras são as normas básicas que regem as relações internacionais baseadas na Carta da ONU, disse Wang, acrescentando que ao falarem de serem "livres e abertos", os Estados Unidos e o Japão na realidade estão a agrupar-se para formarem camarilhas e agitarem a confrontação entre blocos, o que representa a verdadeira ameaça para a paz e estabilidade regionais, assim como o prejuízo às regras e à ordem internacionais.

Segundo Wang, quanto às questões de direitos humanos, o Japão e os Estados Unidos têm dívidas para com os povos chinês e do mundo, citando o desastre infligido aos chineses e asiáticos pela guerra de invasão do Japão na década de 1930 e as incessantes guerras lançadas pelos Estados Unidos em territórios estrangeiros, que causaram a morte a mais de 800 mil pessoas desde 2001, incluindo 300 mil civis.

Em vez de utilizar as questões de direitos humanos como pretexto para interferir nos assuntos internos da China, o Japão e os Estados Unidos devem refletir e corrigir a sua própria história de invasão e as suas más ações de violação de direitos humanos dos povos de outros países.

O porta-voz indicou que para a parte japonesa, a tarefa premente agora é enfrentar as solenes preocupações dos países circundantes e da comunidade internacional e deter imediatamente a implementação da decisão de descarregar as águas residuais nucleares no mar.

Wang disse que a politização e estigmatização da COVID-19 por parte dos Estados Unidos não só causaram uma alta perda aos americanos, mas também criaram obstáculos para a cooperação internacional na luta contra a COVID-19.

Afirmou ainda que os Estados Unidos e o Japão devem parar com as manobras políticas na luta contra a epidemia, estimar a vida, respeitar a ciência e fazer mais esforços concretos para promover a cooperação internacional na luta contra a epidemia, ao invés de causarem problemas.

XINHUA PORTUGUÊS