ptzh-CNen

China é o maior desafio geopolítico para os EUA no século XXI, afirma diretor da CIA.

EUA estão estudando a possibilidade de colocar em posições avançadas especialistas em China, a fim de competir mais eficazmente com Pequim, disse diretor da Agência Central de Inteligência (CIA) William Burns em entrevista à organização NPR.

"Durante a Guerra Fria, tanto no Departamento de Estado como na CIA, nós enviamos corretamente para posições avançadas especialistas em União Soviética para nos ajudarem a competir eficazmente. Penso que o mesmo se aplica [aqui], e esta é uma das coisas que estou analisando agora para implantar especialistas em China em posições avançadas – sejam eles agentes de operações, analistas, tecnólogos também – para nos tornar mais eficazes nessa competição, nessa rivalidade no terreno também", afirmou chefe da CIA nesta quinta-feira (22).

Além do mais, o diretor da CIA afirmou que os EUA se conformaram com o fato de que já não são o "único rapagão" no bloco geopolítico.

As capacidades avançadas de vigilância técnica da China, tais como as cidades inteligentes, tornaram muito mais complicada a tarefa de se manter à frente do serviço de inteligência chinês e realizar espionagem no exterior.

Segundo Burns, em resposta a CIA deve igualmente transformar suas técnicas, métodos e tecnologias usadas na espionagem moderna.

Sputnik