ptzh-CNen

Empréstimos chineses crescem 12,76 trilhões de yuans no primeiro semestre.

O Banco Central da China da China divulgou nesta terça-feira (13) os principais indicadores financeiros contabilizados no primeiro semestre deste ano. Os dados mostram que a base monetária, formada pela moeda em circulação (M1) mais os depósitos à vista nos bancos (M2), chegou a 213,78 trilhões de yuans, uma alta de 8,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Já o dinheiro em circulação alcançou 63,75 trilhões de yuans, aumento de 5,5% na mesma comparação.

Nos primeiros seis meses de 2021, os empréstimos cresceram 12,76 trilhões de yuans e 80,2 bilhões de dólares em moeda estrangeira. Já a poupança interna aumentou 14,05 trilhões de yuans, e os depósitos em moeda estrangeira tiveram expansão de 129,7 bilhões de dólares. Até o final de junho, as reservas cambiais chinesas totalizavam 3,21 trilhões de dólares.

CRI