ptzh-CNen

Reino Unido pretende expulsar China do mercado britânico de energia nuclear.

De acordo com o Financial Times, o governo britânico quer retirar a corporação estatal chinesa de energia nuclear CGN – a segunda maior empresa da China que trabalha nesta área – de todos os futuros projetos de energia no Reino Unido.

Depois de uma série de brigas entre os dois países sobre questões políticas e econômicas, incluindo a decisão de forçar a empresa de tecnologia chinesa Huawei a sair do leilão de 5G do Reino Unido e de Londres ter oferecido cidadania britânica aos residentes de Hong Kong, o Reino Unido está cada vez mais relutante em deixar a China entrar em seus assuntos internos.

As restrições podem afetar os planos de construção da central nuclear de Sizewell, no condado de Suffolk, no valor de 20 bilhões de libras esterlinas (R$ 143 bilhões).

Além disso, a recém-proposta construção de uma nova usina nuclear em Bradwell-on-Sea pelas empresas CGN e EDF Energy não receberá luz verde do governo britânico, sugere jornal.

O interlocutor referiu também que estavam em curso negociações com o desenvolvedor principal de Sizewell C sobre a substituição da CGN por um parceiro diferente.

Sputnik