ptzh-CNen

Hong Kong e Macau insistem no desenvolvimento inovador na área da Grande Baía

Os participantes de Hong Kong e de Macau na reunião anual do Fórum do Boao para a Ásia (BFA), na terça-feira, apelaram à inovação tecnológica para estimular o desenvolvimento de alta qualidade do cluster da cidade na área de Grade Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau.

De acordo com Carrie Lam, Chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Hong Kong, através de um subfórum da reunião anual, Hong Kong, como uma das principais cidades da Área da Grande Baía, tem fortes capacidades de investigação científica básica e sólidos serviços financeiros.

Segundo Lam, depois de se integrar no desenvolvimento da Área da Grande Baía, Hong Kong pode promover o desenvolvimento de alta qualidade de toda a região, dando todo o jogo à competitividade industrial da região e ao enorme potencial de mercado.

Para alcançar um desenvolvimento orientado para a inovação tecnológica, a área precisa de acelerar o fluxo dos fatores de produção e atrair mais pessoal de investigação científica, disse Lam.

Como referiu Ho Hau-wah, vice-presidente do Comité Nacional da Conferência Consultiva Política Popular da China, cada cidade deve ter um layout e uma divisão de trabalho razoáveis e ser capaz de planear o seu próprio desenvolvimento complementar, com resultados vantajosos para todos.

Ho apelou à promoção da inovação industrial com inovação tecnológica, à atualização da cadeia industrial e à exploração de novos modelos de cooperação entre Guangdong, Hong Kong, e Macau para promover o desenvolvimento integrado da Área da Grande Baía a um nível mais elevado.

Lei Wai-nong, Secretária da Economia e Finanças do Governo da Região Administrativa Especial de Macau, disse que Macau pode fornecer serviços jurídicos e comerciais para o comércio de mercadorias, têxteis e produtos mecânicos e elétricos entre a China e os países de língua portuguesa.

China Daily