ptzh-CNen

China garante execução bem feita do trabalho como presidente rotativo do Conselho de Segurança da ONU

Zhang Jun, representante permanente da China nas Nações Unidas, realizou um briefing, no dia 3, para apresentar aos Estados membros das Nações Unidas o plano de trabalho da China como presidente rotativo do Conselho de Segurança em maio. Segundo ele, a China fortalecerá a comunicação e as consultas com os membros do Conselho de Segurança e outras partes, cumprirá suas funções como presidente rotativo e promoverá o Conselho cumprindo o seu papel com seriedade.

Segundo Zhang Jun, a China concentrará o seu trabalho em maio nas seguintes áreas: defender e praticar firmemente o multilateralismo, apoiar as Nações Unidas para consolidar a sua função fundamental nos assuntos internacionais, promover a solidariedade e a cooperação para responder aos desafios da epidemia e promover a recuperação e o desenvolvimento de países em áreas de conflito, além de também cumprir os propósitos e princípios da Carta das Nações Unidas, promover soluções políticas de questões regionais mais destacadas, promover o fortalecimento da capacidade e construção de mecanismos da ONU e fornecer garantias para responder a desafios complexos.

Zhang Jun disse que a China, como presidente do Conselho de Segurança, realizará uma reunião de alto nível em 7 de maio com o tema “Mantendo a Paz e a Segurança Internacional: Mantendo o Multilateralismo e o Sistema Internacional com as Nações Unidas como núcleo”, e outra em 19 de maio com o tema “Paz e segurança na África: promover a reconstrução pós-epidemia na África e eliminar as causas do conflito.”

Ao falar sobre o 50º aniversário da restauração da sede legal da China nas Nações Unidas, Zhang Jun disse que, por 50 anos, a China sempre aderiu aos propósitos e princípios da Carta das Nações Unidas e sempre promoveu a paz mundial, como uma contribuidora para o desenvolvimento global e uma defensora da ordem internacional. A China nunca deixou de apoiar o multilateralismo e as Nações Unidas e continuará a desempenhar esse papel no futuro.

CRI