ptzh-CNen

Bielorrússia e China negociam produção conjunta da vacina contra COVID-19.

A Bielorrússia está atualmente discutindo a possibilidade de produzir vacinas em conjunto com três empresas chinesas em seu território, de acordo com a agência de notícias TASS.

"As negociações estão em andamento com três fabricantes chineses de vacinas", relatou a TASS no domingo citando uma entrevista com o embaixador da Bielorrússia na China, Yuri Senko.

O diplomata também mencionou a compra de 1 milhão de doses de vacinas chinesas até o final de agosto.

"Esperamos que seja assinado um contrato num futuro próximo e que até o final de agosto deste ano cerca de um milhão de doses de vacinas sejam enviadas para a Bielorrússia, que serão distribuídas à população por meio das clínicas", acrescentou.

A China doou 400 mil doses da vacina contra COVID-19 à Bielorrússia durante a primeira metade do ano, disse Senko, observando que a vacina "está em alta demanda e é considerada altamente eficaz".

Xinhua